sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Em defesa de Bruno de Carvalho


Nestas questões dos estatutos, Bruno de Carvalho tem razão: 
Não está na tradição do Sporting (nem do Porto) a sã convivência democrática.

Querer encontrar princípios democráticos nos clubes de Góis Mota ou Urgel Horta, presidentes que foram destacados membros do salazarismo, é o mesmo que ir à Arábia Saudita procurar uma feira de enchidos. 

Como diria George Orwell: "Todos os porcos são iguais mas uns são mais iguais que outros"

Bruno de Carvalho tem todo o direito histórico de reinstaurar a ditadura no Sporting. 

A frase "Quando um carneiro bale, o outro, baixa os cornos" substituirá a outra do Oliveira. 








sábado, 3 de fevereiro de 2018

Para chegar ao Penta temos de jogar...


...pelo menos 90 minutos por jogo. 


Jogar só na segunda parte e quando estamos a perder pode dar mau resultado, como deu a semana passada. 

Temos de jogar todo o jogo com a garra e determinação com que jogámos nesta segunda parte.

Jogar à Benfica, sempre!!!


quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Confissões de um Dragão de Ouro



Rui Pedro Soares, presidente da SAD do Belenenses, confessou hoje, na sua pagina do Facebook e como resposta ao InsolventeMarques que houve um esquema para que o FCP comprasse o PortoCanal.  Mais, Rui Pedro Soares confessou que esse esquema consta dos "emails do F.C. Porto":

«Caro Francisco J. Marques, O futuro do FC Porto a Pinto da Costa pertence. Permita-me um conselho: não perca tempo a visar-me porque não serei candidato a sucessor de Pinto da Costa, não vou disputar eleições consigo. Por mim, pode dormir descansado. É público que me comprometi com o Belenenses até aos 80 anos de idade. O meu clube é o Belenenses. Penso que reconhece que alguma coisa já fiz pelo Belenenses. Mas muito me falta fazer. Demonstro estas afirmações: comigo, na I Liga, o Belenenses já tirou pontos ao Benfica na Luz e ao Sporting em Alvalade, e já marcou nesses dois campos. Como vê, alguma coisa já fiz. Mas perdeu os 5 jogos que fez no Dragão e nunca aí marcou um golo. Como vê, ainda tenho muito para fazer. O sucessor de Pinto da Costa provavelmente já nasceu, mas desejavelmente, neste momento, está longe de ter a nossa idade. Deixe de promover jantares de preparação da sua candidatura a presidente do FCP, com intriga e conspiração à sobremesa. Poupe esse dinheiro, não lhe vai servir para nada e um dia pode vir a fazer-lhe falta. Desejo as melhores felicidades ao Porto Canal e a todos os seus trabalhadores - em que julgo que se inclui. É com orgulho, mas admito que também com alguma vaidade, que acompanho a evolução deste canal que, modestamente, ajudei o FC Porto a comprar. (...)
Se quiser saber como elaborei este esquema (...) , está tudo nos emails do FC Porto. E está também nos meus emails. E se for o caso de não saber (mas duvido que não saiba), se pedir à contabilidade do FCP quanto é que cobrei por este serviço, a resposta que vai ter é que nem um euro. Tendo em conta a sua preocupação com o rigor e a verdade, a partir de amanhã, diariamente, às 18h, a minha página de Facebook e a da Belenenses SAD revelarão cada um dos erros em que hoje incorreu no Porto Canal. Dias maus todos temos, mas incorrer em tantos enganos (na boca de outra pessoa eu diria “mentiras e aldrabices grosseiras”) pede esclarecimento. Peço desculpe por algum mau jeito em que se possa incorrer mas não esperava tanta falta de rigor da sua parte.»

'Inbestigue-se'

sábado, 20 de janeiro de 2018

O joelho de Kraquinovic


Se houver alguém que tenha o contacto do Nhaga esta será a melhor altura para lhe ligar e pedir uma coisa simples: 

Que aquele mau olhado dragarto que fez com que o joelho do Krovinovic cedesse vá de volta e que tudo não passe de um susto. 

Que craque!! Indispensável no rumo ao Penta. 


sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Estofo de campeão e a morte do 4-3-3



Muitas analises têm sido feitas desde o jogo de quarta-feira e em quase todas se nota uma surpresa pela superioridade evidenciada pelo Benfica frente ao rival da segunda circular.

Poucos comentadores terão acertado no diagnóstico dessa evidência: Está no ADN do Benfica aquilo a que chamamos Estofo de Campeão que não é mais que uma vontade intrínseca de vencer e especialmente um crer nas suas capacidades, uma raça lutadora e uma ambição de vencer.

Há dois anos, a arrancada para o Tri começou precisamente numa derrota copiosa e aviltante contra o mesmo adversário que, perante a reacção dos adeptos, impulsionou a equipa para uma luta sem tréguas contra um rival que todas as semanas jogava contra equipas Bs (estranho ninguém investigar isto) e que fazia rodar o "jogo da mala" por todos os nossos adversários.

Aí, como anteontem na segunda parte, Rui Vitória deixou de ser "professor de ginástica", meteu a sua sapiência, tão do agrado de blogues mais prosélitos e eruditos, num saco e colocou o Benfica a jogar à bola. 

E é aqui que entra a segunda parte do post: a morte do 4-3-3. 

Quando aos 53 minutos e perante um futebol aos repelões, sem eira nem beira, que apenas cria perigo num falhanço do adversário, Rui Vitória muda para o 4-4-2 e a equipa se agiganta sem aqueles passes de merda para trás e para o lado, sem aquela paranóia posicional que pretende replicar o Barça mas que apenas se parece com o Guimarães, decretou a morte do ser 4-3-3.

O Benfica tem de jogar com Jonas e Jimenez lá à frente. O Benfica tem de ser uma equipa de ataque. Ás vezes corre mal? Corre, mas o facto de termos ganho 14 dos ultimos 17 títulos disputados em Portugal demonstra que é capaz de compensar. 

"Ah e tal essa era a táctica do Jesus, o homem tem direito a colocar em prática as suas ideia" é um argumento habitualmente usado. Não meus amigos, o que o homem tem direito é a ter o Marquês cheio de benfiquistas a gritar o seu nome na festa do "penta". 

Pode sempre, depois, escrever outro livro onde se poderá lamentar de ter sido tri-campeão sem conseguir aplicar as suas ideias. 







quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

A vida é mesmo assim.



Final da primavera de 1962. Aquele que é ainda hoje considerado um dos melhores presidentes de sempre do Benfica acha que ser Bi-campeão Europeu não chegava para continuar com o treinador que tão boas provas deu e descartou Bela Guttman. 

Dezembro do ano 2000. Apesar da massa associativa e dos próprios jogadores estarem com o treinador que já nessa altura exalava carisma por todos os poros, Manuel Vilarinho anseia por ver no banco do Benfica o seu amigo das almoçaradas na Adega da Ti´Matilde, Toni e tudo faz para que José Mourinho se despeça do Benfica. 

Primavera de 2015. Luís Filipe Vieira depois de ter (pelos vistos sem saber como) roubado a hegemonia do futebol português aos Andruptos resolve correr com o treinador que lhe permitiu esse feito e substitui-lo por um amigo professor de ginástica, baratinho e sem exigências. 

Hoje, Dezembro de  2017. Depois de ter sido arredado da Champions com a pior classificação de sempre de uma equipa portuguesa, depois de ter sido eliminado da Taça de Portugal, depois de ter ficado praticamente fora da Taça da Liga o stôr Rui Vitória que na véspera tinha dito que atravessávamos "uma boa fase" lamenta-se com a frase: "A VIDA É MESMO ASSIM".

E é mesmo. 

domingo, 26 de novembro de 2017

E ao 21º jogo da época percebemos...


...que, se calhar, não temos uma equipa tão má como se pinta. 


Se colocarmos os melhores a jogar e nas respectivas posições as coisas são capazes de correr bem.

Agora é ir ao antro corrupto e passear a classe do tetracampeão.

Já estão todos borrados.